Notícias
Por ano letivo

26 Abr 2020

Tutoriais de apoio para alunos, pais e encarregados de educação e docentes 

Como é do conhecimento da comunidade educativa e dos agregados familiares em particular, a partir do 2.º ciclo a modalidade de ensino à distância assenta na utilização de ferramentas digitais. A escolha da Unidade Orgânica foi óbvia, a plataforma Google Educação, por já estar implementada na escola há alguns anos e integrar ferramentas potencializadoras do trabalho colaborativo. Por ser rápida, intuitiva e multiplataforma, criará menos constrangimentos e reduzirá a curva de aprendizagem dos seus utilizadores.

Para demonstrar as suas potencialidades educativas, reforçar competências digitais e promover uma eficaz exploração da plataforma, foi criado um espaço web que agregará, de forma estruturada, vídeos, dicas e tutoriais disponibilizados pela equipa E@D e por outros utilizadores das mesmas ferramentas, a nível nacional.
Porque também contém vídeos de produção interna, adequados ao nosso domínio ECCN, para os pais e alunos poderem aceder ao espaço devem adicionar as credenciais google eccn.edu.pt criadas para vossos educandos, do 2.º ciclo ao ensino secundário. A página pode ser acedida pelo link https://sites.google.com/eccn.edu.pt/ead (informação: se for visualizado o erro 404 - página inexistente, significa que estão a tentar aceder com a vossa conta google/gmail particular associada ao navegador web)
Em caso de dúvidas podem contactar a equipa de apoio ao ensino à distância da EBS da Madalena através do endereço de correio eletrónico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Espaço Web de Apoio à Utilização da Plataforma Google Educação

21 Abr 2020

Com a publicação do Decreto-Lei n.º 14-G/2020, de 13 de abril, o Governo estabeleceu um conjunto de medidas excecionais e temporárias para os ensinos básico e secundário, para o ano letivo 2019/2020, relativamente a diversas matérias, entre as quais as que se referem ao prazo e processo de inscrição para provas e exames finais, estabelecidas no artigo 14.º.

Assim, o Júri Nacional de Exames (JNE) emitiu as seguintes orientações:

 

 

 

1. As escolas procedem à disponibilização de boletins de inscrição (modelo EMEC), em formato editável nas suas páginas eletrónicas;

2. Até 11 de maio de 2020 (cf. n.º 6 do artigo 14.º do Decreto-Lei n.º 14-G/2020, de 13 de abril), os alunos têm de alterar, sempre que necessário, a inscrição para os exames finais nacionais que já tenha sido efetuada, com vista à adaptação da inscrição às suas opções, exercidas nos termos do disposto no n.º 3 do artigo 8.º do normativo supracitado;

3. Para cumprir o disposto no número anterior, os alunos reformulam as suas opções e enviam o novo boletim de inscrição em formato PDF editável (modelo da EMEC) para a escola através do mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

4. Os alunos não podem comunicar as suas alterações através da plataforma eletrónica disponível em https://exames.dgeec.mec.pt/;

5. Os alunos, ou os seus encarregados de educação, que ainda não tenham enviado qualquer boletim para a escola, deverão descarregar, gravar no computador, preencher e enviar o referido boletim para o correio eletrónico Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.;

6. Face às alterações ao processo de inscrição, o preenchimento tem em conta os seguintes ajustamentos:

  1. Os alunos do ensino secundário têm de assinalar nos campos 4.4 e 4.6 do boletim de inscrição a quadrícula “N”;
  2. Os alunos do ensino secundário, independentemente das ofertas e das modalidades educativas e formativas de que provêm, não preenchem o campo 4.7 do boletim de inscrição;
  3. Os alunos autopropostos do ensino secundário que não aprovaram à disciplina através da avaliação interna, assinalam no boletim de inscrição a quadrícula “S” no campo 4.5 e a quadrícula “S” ou “N” no campo 4.8, consoante eleja ou não o exame para ingresso;
  4. Os alunos do ensino secundário que realizem exames finais nacionais nas disciplinas que elejam para ingresso, podem realizar estes exames também para melhoria de nota, relevando o seu resultado apenas como classificação de prova de ingresso. Neste caso, assinalam no boletim de inscrição a quadrícula “N” no campo 4.5 e a quadrícula “S” e no campo 4.8;

7. Os alunos do ensino secundário que apenas requerem a ficha ENES, e preenchem o campo 5, não necessitam alterar a inscrição já efetuada;

8. Os alunos do ensino secundário ao abrigo dos n.os 2, 3, 4 e 5 do artigo 17.º do Despacho Normativo n.º 3-A/2020, de 5 de março, ficam dispensados da realização de exames finais nacionais para apuramento da CFCEPE, realizando apenas os exames nas disciplinas que elejam como provas de ingresso (cf. n.ºs 3 e 4 do artigo 8.º do Decreto-Lei n.º 14-G/2020, de 13 de abril);

9. À exceção dos alunos excluídos por faltas, os alunos do ensino secundário abrangidos pela escolaridade obrigatória estão isentos do pagamento de qualquer propina em ambas as fases dos exames finais nacionais dentro dos prazos de inscrição definidos por lei;

10. Os alunos excluídos por faltas inscrevem-se apenas na 2.ª fase dos exames finais nacionais;

11. Os alunos do ensino secundário que no final do 3.º período tenham aprovação numa determinada disciplina e elejam essa mesma disciplina como prova de ingresso para efeitos de acesso ao ensino superior estão isentos do pagamento de qualquer propina, na 1.ª fase, inclusivamente nas situações em que assinalam no boletim de inscrição a quadrícula “N” no campo 4.4 e tenham 18 ou mais anos de idade;

12. As reformulações a efetuar nos boletins de inscrição decorrentes do disposto no n.º 7 do artigo 14.º do Decreto-Lei n.º 14-G/2020, de 13 de abril, obrigam, caso os alunos tenham procedido anteriormente ao pagamento das inscrições, a reajustes/devoluções das quantias pagas, quando aplicável;

13. Reitera-se a necessidade de as escolas:
    a) Publicitarem, pelos meios que considerem mais expeditos, o novo prazo e regras para as inscrições;
    b) Contactarem os alunos ou encarregados de educação que:
            i) Ainda não tenham procedido à respetiva inscrição;
           ii) Já tenham procedido à sua inscrição, no sentido de alterarem ou confirmarem as suas opções;

14.Reitera-se, ainda, que findo o prazo de suspensão da atividade letiva presencial, os alunos que procederam à inscrição através de correio eletrónico ou de formulário, entregam o boletim de inscrição (modelo descarregado ou original EMEC) preenchido e assinado pelo encarregado de educação ou aluno, quando maior, havendo lugar, quando aplicável, ao pagamento de encargos de inscrição.

 


As orientações agora apresentadas serão acompanhadas pela publicação de FAQ especificamente dirigidas ao ensino secundário, a divulgar na página do JNE no endereço eletrónico https://www.dge.mec.pt/perguntas-frequentes-faqs .

 

21 Abr 2020

Na sequência das medidas excecionais e temporárias de resposta à pandemia da doença COVID-19, no âmbito dos ensinos básico e secundário, para o ano letivo de 2019/2020, o calendário de provas e exames sofreu alterações.
Pode consultar as atualizações do dia 14 de abril, referentes às provas de equivalência à frequência do ensino básico e aos exames nacionais e provas de equivalência à frequência do ensino secundário, com a adaptação à hora local dos Açores.

 

 

 

 

CALENDÁRIO PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO BÁSICO

CALENDÁRIO DOS EXAMES NACIONAIS E DE PROVAS DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DO ENSINO SECUNDÁRIO